• Postado em 20/11/2012    |   14:59

Militantes do movimento negro de Teresina são homenageados pela Câmara

Um dos temas debatidos na sessão solene foi a constitucionalização, pelo Supremo Tribunal Federal, da política de cotas raciais em instituições de ensino público.

O Dia da Consciência Negra, comemorado em todo Brasil nesta terça-feira (20), foi homenageado em sessão especial realizada na Câmara Municipal de Teresina. Na ocasião, três militantes do movimento negro receberam homenagens da Casa Legislativa: Assunção Aguiar, fundadora do grupo Coisa de Nêgo; Cláudio Roberto Silva Morais, do Afro Condart e Aldacir Regina, do grupo Ayabás.

A autora da proposta, vereadora Rosário Bezerra (PT), reforça a necessidade do reconhecimento do Poder Público em favor da comunidade afrodescendente. “É de extrema importância lembrar esta data e, ao mesmo tempo, homenagear pessoas que têm comprovadamente, relevante atuação em defesa dos afrodescendentes, no combate ao preconceito racial e na defesa dos direitos humanos das comunidades negras”, afirma.

Um dos temas debatidos na sessão solene foi a constitucionalização, pelo Supremo Tribunal Federal, da política de cotas raciais em instituições de ensino público. Um dos homenageados do dia, Cláudio Roberto Silva, considera a medida necessária, mas destaca a implementação de leis anteriormente sancionadas.

“A Lei nº 10.639/2003, que torna obrigatório o ensino da história da África nas escolas públicas do Brasil, também é de valor essencial para a cultura do nosso país e deve ser constitucional, assim como a Lei de Cotas”, ressalta Cláudio Roberto.

Segundo a fundadora do grupo Coisa de Nêgo, Assunção Aguiar, outros eventos serão realizados em comemoração à data. “Teremos ainda o Show da Consciência Negra, que será realizado na noite desta terça-feira, na Praça Pedro II e o I Encontro Estadual de Mulheres Negras e Saúde do Piauí, no dia 30 de novembro”, finaliza.

Fonte: Câmara de Vereadores

COMENTÁRIOS

Enviar Comentário