• Postado em 20/11/2012    |   17:53

Lauro Filho disputa Troféu Júlio de Lamare na despedida da categoria junior

Focado na sênior, nadador piauiense busca melhor rendimento em mais um Campeonato Brasileiro

No Júlio de Lamare, o piauiense disputará as provas de 100m e 200m nos estilos borboleta e livre (Foto: Beatriz Cunha)

Em clima de despedida, o nadador piauiense Lauro Wilson Filho encerrou a série de treinamentos focados na sua última competição na categoria Júnior. O 32º Campeonato Brasileiro de Natação, que vai acontecer no Rio de Janeiro (RJ) entre os dias 21 e 25 de novembro, representará o fechamento de um ciclo satisfatório na vida esportiva do atleta.

Lauro Filho (Foto: Beatriz Cunha)

“Subir de categoria sempre foi um sonho e não vai acontecer de forma repentina. Sempre fui paciente. Vinha disputando uma ou outra competição com os adultos para ganhar maturidade, adquirindo ritmo na medida do possível”, assinala o piauiense.

Embora reconheça ser difícil uma conquista de índice olímpico, Lauro vem deixando de ser uma promessa e começa a ganhar status, aos 19 anos, de real candidato à vaga olímpica nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016.

Na disputa do Troféu Júlio de Lamare, o nadador disputará as provas de 100 metros e 200 metros nos estilos borboleta e livre, ambos em piscina de 50 metros. Apesar da especialidade de Lauro estar no estilo borboleta, seu técnico Marco Veiga notou certa evolução no desempenho de seu pupilo também no estilo livre.

“Minha aposta de é que ele se saia bem nos 200 metros borboleta, onde ele crava na casa dos 02’01’’ durante os treinos. Mas eu acho que ele pode surpreender no livre. Basta se cuidar e se levar mais a sério”, avalia o técnico carioca que, desde 2011, acompanha o desempenho de Lauro no Flamengo (RJ).

O melhor rendimento do piauiense em seu último ano na categoria júnior foi o vice-campeonato brasileiro, nos 100 metros e 200 metros borboleta, disputado em Brasília, no mês de junho. Na competição, Lauro ficou atrás apenas do nadador capixaba Arthur Mendes Filho, pedra no sapato e medalhista de bronze no último mundial da categoria, disputado no Peru.

“Lauro é um dos cotados a brigar, junto com o Arthur, por uma vaga olímpica. É cedo para fazer previsões, mas a briga vai ser boa, principalmente a partir do ano que vem, quando o piauiense vai estrear na sênior no Troféu Maria Lenk, em abril”, destaca Marco Veiga.

O nadador do Flamengo atualmente figura na lista dos 16 melhores nadadores do país e precisa ter, pelo menos, um dos oito melhores índices para ingressar no projeto olímpico do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Autor: Renan Morais

COMENTÁRIOS

Enviar Comentário

NOTÍCIAS RELACIONADAS